Comissão Organizadora

Prof. Dr. João Otacilio Libardoni dos Santos

Prof. Dr. Ewertton de Souza Bezerra

Prof. Dr. Jansen Atier Estrazulas

Prof. Dr. Mateus Rossato

Prof. MSC. João Cláudio Braga Pereira Machado

Prof. MSC. Rodrigo Ghedini Gheller

Profa. Dra. Aline Arcanjo Gomes

Profa. Dra. Karla de Jesus

Profa. Dra. Kelly de Jesus Allen Graça

Profa. Dra. Theresa Nakagawa

Prezados (as) Congressistas

A parceria entre a Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) proporcionará pela primeira vez na história, a vinda do Congresso Brasileiro de Biomecânica (CBB) para a região Norte do Brasil. Entre os dias 1 e 4 de maio de 2019 o CBB percorrerá a sua maior distância e chegará no maior centro urbano, financeiro e industrial da região Norte, Manaus. Além de ser a cidade mais populosa de toda a Amazônia e estar localizada no centro da maior floresta tropical do mundo, sua história se confunde com a do Brasil, onde seu povo miscigena na cultura aspectos da natureza e da modernidade culminando nas apresentações do boi bumbá de Parintins/AM.

Para a XVIII edição do CBB a comissão organizadora está preparando uma programação que envolverá temas relacionados à biomecânica clínica e da reabilitação, instrumentação em biomecânica, biomecânica ocupacional, biomecânica do esporte e biomecânica neuromuscular.

Com esse espírito de congraçamento que a comissão organizadora do XVIII CBB e a comunidade Manauara receberão todos (a)s os (as) biomecanicistas brasileiros e estrangeiros para quatro dias de intensa interação científica, social e cultural na exótica capital Amazonense.

Vou chamar a terra do samba e pandeiro
Carnaval, olha a mulata
E o povo da terra da garoa
Cidade que não para
Vanerão, folia de reis
Fandango e também, procissão
E na terra dos pampas, guri, bah!
Traz um chimarrão
Tem minério, mineiros de minas
De serras tão lindas, uai!
É festa de laço, reisado
Linda congada que faz a ginga
Tem frevo, caatinga, tem bumbá-meu-boi
Arraiá no sertão

Forró, zabumba, casório
Maria bonita e lampião
Esse país de amor e paixão
É a terra folclore que faz o mundo balançar
Vai fazer
Levantar a poeira
Rodar capoeira, guerreiros de Ogum
Do pai Oxalá (axé!)
De norte a sul, cultura popular
E aqui na Amazônia vai ter boi-bumbá
Ciranda, çairé, carimbó, siriá
É mistura de gente feliz
Todos vão se encontrar na festa dos parintintins
(Letra:Adriano Aguiar)

João Otacilio Libardoni dos Santos

Presidente de Honra